mvp

Geralmente quando se começa uma startup a gente quer fazer o nosso melhor. E o nosso melhor é entendido como se fosse construir um bom produto ou um MVP sensacional.

Bem no começo, quando sabemos pouco sobre nosso cliente e nosso mercado, já queremos desfilar com um produto perfeito. 

Normal, porque nós, seres humanos temos a tendência ao perfeccionismo, embora o perfeccionismo seja impossível de atingir sendo um ser humano. 

Sempre haverá algo mais a fazer .Sempre haverá um melhor a ser alcançado.

E ontem, eu estava conversando com o Henrique, que é CEO de uma das startups aceleradas aqui na O Tao. A gente falou sobre os resultados da última mudança que eu propus pra ele.

Ele chegou na aceleração já com um MVP pronto. O MVP dele é um app, bem legal inclusive. Ele fez muita coisa sozinho, o que me chamou atenção. E foi por isso que ele foi selecionado: ele é hustler típico!

Só que, como todo MVP, o app dele estava com alguns problemas para converter usuários em clientes pagantes. E eu fiz a seguinte sugestão pra ele:

Henrique, coloca um botão de “fale conosco no Whatsapp” no seu site. E ao invés de levar a pessoa para a loja de aplicativos, pra baixar o app, fazer cadastro, e etc., você resolve o problema dela ali mesmo, via Whatsapp.

Eu falei isso pra ele uma semana antes do carnaval. Ontem, estávamos conversando pra saber quais os resultados e ele me disse o seguinte:

“Estamos tendo ótimos resultados. Está convertendo muito bem. aumentou 30% as conversões em vendas. Eu estou treinando minha esposa para me ajudar na parte comercial”

Olha que massa! 

Como o Henrique tem um emprego, e trabalha na startup dele em meio período, ele já está precisando treinar outra pessoa, nesse caso a esposa dele, para ter mais braço pra conseguir atender a quantidade de clientes que está chegando pra ele.

E eu tô compartilhando essa história com você, por quê muitas vezes a gente pensa que é um bom produto que vai garantir o sucesso da nossa startup, sendo que na verdade, tudo que importa pro cliente é que o problema dele seja resolvido, da forma mais rápida e fácil possível. 

E, principalmente quando se está começando, a forma mais rápida e fácil que a sua startup pode resolver o problema do seu cliente – da forma mais rápida e fácil possível não é com um produto.

Um bom produto é fundamental quando você vai escalar. Mas até chegar nessa fase, em 99% dos casos, você não precisa de um produto incrível. Na maioria das vezes, na verdade, um produto até atrapalha, como aconteceu com o Henrique.

É como comprar o primeiro carro. Você vai comprar o melhor carro possível, com aquilo que você pode pagar, parcelado.

E você vai querer comprar o melhor carro, mas o carro que você precisa é um carro mais simples, que cumpre uma única tarefa: te leva de um lugar ao outro, da forma mais rápida, sendo o meio mais eficiente para cumprir a função de deslocamento com segurança. Esse seria o seu MVP.

E você vai comprar o carro mais rápido, mais bonito e mais caro possível. E vai desperdiçar seus recursos preciosos: é como comprar um carro 5x acima do preço, e ainda pagar R$ 15 reais pelo litro de gasolina – no caso da sua startup você tem três gasolinas diferentes: tempo, dinheiro e pessoas. E você tem muito pouco dessas gasolinas. A gasolina tempo é igual para todos, ela não varia de nível. Já as gasolinas dinheiro e pessoas é muito limitada. A luz de reserva está SEMPRE, 100% do tempo acesa. Você precisa ser cauteloso (a) para gasolina não acabar.

Perdendo ou esperando muito tempo para ter o carro mais caro possível, sendo que o que vai te levar mesmo é o mais barato e eficiente!

Nesse momento você só precisa de um carro!

No caso de Henrique, ele contratou uma software house para fazer o aplicativo, e percebeu que poderia ter economizado uma boa grana, quase R$ 10.000,00, se tivesse comprado o carro mais barato.

E ai, o que você faz? Desperdiça sua gasolina? Ou trata essa gasolina como um recurso muito precioso, colocando as gasolinas no tanque só em percursos mais seguros?.

Parece óbvio, mas a maioria das pessoas não faz. Você não deveria pegar o carro para dar um “rolê” de bobeira.  Você deveria usar o carro estritamente quando precisa. Porque você tem pouca gasolina. Você tem pouco dinheiro e poucas pessoas para fazer as coisas acontecerem. No caso das startups, isso significa seguir um percurso científico com alta previsibilidade de sucesso. E é isso que você pode aprender como fazer.