Finalmente chegamos a uma era em que toda pessoa tem um público alvo em mente enquanto cria um novo produto. E claro, isso aumenta absurdamente as chances daquele produto dar certo. Porém nem tudo ainda é um mar de rosas, pois é quase impossível acertar de primeira a sua persona e saber exatamente quem pagará pelo seu produto.

Quando falamos de startups que ainda não tem clientes e nem um produto ou mvp, começar a definir suas personas não é uma tarefa simples. 

Quem é o seu cliente ideal? 

Para muitas startups fazer uma previsão de quem seriam suas personas é essencial para começarem a produzir seus produtos. Essas são as chamadas “proto-personas”. Geralmente os produtos das proto-personas são baseados nas necessidades e objetivos dos usuários. 

Logo, se você já está familiarizado com o segmento de mercado que você está mirando, fica muito mais fácil levantar hipóteses corretas sobre quem serão os seus usuários. Se você ainda não está familiarizado, fique tranquilo pois AQUI STÁ LINK um excelente materail para aprender como identificar seu mercado. Mas antes….

Porque devemos buscar a definição da persona?

Ninguém pensa igual a você.

Criar sua persona é identificar quem é seu cliente ideal. Ou seja, criando sua persona você vai direcionar o desenvolvimento do seu produto, sua mensagem e suas ações de marketing para os aspectos que de fato definem o seu cliente real.. 

Por isso você precisa de informações reais e de pessoas reais. Assim você consegue criar uma persona realista, que vá de fato funcionar e fazer sua trajetória muito mais fácil, auxiliando decisões, tornando objetivos mais claros e principalmente economizando tempo.

O que é exatamente ter uma persona definida?

Ter uma persona definida é saber o que seu futuro cliente pensa. Quais são suas dores, seus problemas, seus sonhos, o que os mantém acordados à noite. Como ele gasta o tempo dele, do que ele gosta em seu produto e principalmente o que ele precisa do seu produto. Isso faz com que você trabalhe nos aspectos psicológicos do seus clientes, permitindo a você oferecer uma experiência e jornada do usuário com valor muito maior. E também ajuda a identificar possíveis erros, falhas ou oportunidades no seu produto. É como fala o CEO da TransUnion, empresa multi-bilionária internacional: “É tudo sobre o seu cliente”. 

No que é baseado a persona do usuário

Quando você está criando suas personas, você provavelmente vai começar olhando para seus aspectos demográficos (idade, sexo, localização etc). Esse é o básico que você já deve ter em mente. 

Porém, aspectos demográficos no começo são quase inúteis. Muito melhor que isso é reunir informações e insights sobre o que seu cliente pensa quando está prestes a fazer negócio com você. Esse é o ponto chave que vai levar sua startup a se tornar um diferencial e superar as expectativas de qualquer investidor e possível sócio.

Já irei explicar exatamente como criar e entender sua persona, mas antes tenha certeza que você não está cometendo este erro, pois…

Você pode não perceber

Mas acha seus clientes parecidos com você.

Startups nascem de um problema que o seu fundador identificou. A maioria desses problemas vêm de um trabalho pelo qual o CEO já passou, hobby que ele tinha ou alguma outra situação do modo. Isso significa que os fundadores um dia sofreram com aquele problema, ou seja, se o produto que está sendo desenvolvido já existisse o próprio fundador teria se tornado um consumidor/usuário. O que acontece então é que na hora de pensar em uma persona o CEO acaba fazendo suposições erradas, pois inconscientemente ele “sabe” quem sua persona é e o que ela quer.

Isso leva a decisões ruins, falta de foco e pode até mesmo levar a falência do produto. Por isso tire somente conclusões baseadas nas experiências externas e reais.

Criando e entendendo sua persona

Antes de começar a criar e entender sua persona, é importante você saber desses 5 critérios para criar sua Buyer Persona (Uma descrição mais detalhada da persona):

  • Iniciativas prioritárias 

O que faz com que certos compradores invistam na sua solução e quais as diferenças deles para os compradores que estão insatisfeitos com o status quo(estado atual do produto)?

  • Fatores de sucesso 

Quais os resultados pessoais ou operacionais que sua buyer persona espera obter comprando sua solução?

  • Barreiras percebidas 

Qual ou quais preocupações fazem seu cliente acreditar que seu produto ou empresa não é a melhor opção de compra?

  • Jornada do cliente 

Quais detalhes revelam “quem” e “o que” impactam seus clientes quando ele está avaliando suas opções para escolher uma delas?

  • Critérios de decisão 

Quais aspectos da concorrência seu cliente percebe como sendo os mais importantes e quais são suas expectativas em relação a cada um deles?

As respostas das perguntas acima e os feedbacks que você irá receber enquanto busca essas respostas são essenciais para sua startup dar certo. E não se preocupe, pois vcê pode fazer isso de forma gratuita, como fazendo campanhas ou pesquisas em redes sociais, utilizando formulários do google, analisando os usuários que convertem em sua landing page ou até mesmo quem curte suas postagens.


Aqui vale um comentário

 A métrica que mais importa e que dirá se seu produto vai conquistar o mercado é a receita $.  Somente quando você fizer seu MVP e tiver um retorno em $ você poderá dizer “Minha ideia deu certo!”. As pessoas podem até dizer que irão comprar, mas não acredite 100% até que elas tirem o dinheiro da carteira e comprem.

Continuando…

Outras perguntas para se aprofundar na sua persona:

  • Como se parece um dia comum em suas vidas?
  • Que tipos de publicações e blogs eles acompanham?
  • Quais são suas dores? (Mesmo as que não envolvem seu produto)
  • O que eles valorizam em um produto ou serviço?
  • Que tipo de experiência eles têm com ofertas parecidas?
  • O que os mantém acordados à noite, com insônia?

Produto

Sempre que precisar fazer adequações no seu produto, na sua ideia, ou em qualquer parte da sua startup, olhe para sua persona. Afinal, tudo existe exclusivamente para ela. Então, se for preciso, crie novas perguntas para fazer as adequações.

Enquanto entender bem o seu cliente você estará fadado ao sucesso.

Porém

Persona é só uma parte da sua startup. Existe algo ainda mais forte… Clique aqui e entenda outro divisor de águas entre as startups que conquistam o mercado e as que falham.

Para finalizar com chave de ouro

Nesse mundo de startup é praticamente impossível conseguir prever os nossos próximos passos, então aqui vai um video explicando o que você precisa saber antes de lançar sua startup.

Se sobrou alguma dúvida sobre persona, eu indico a leitura destes materiais:

Como Criar Personas

User Persona

Build a Killer Persona in 5 minutes

Buyer Persona